Bolsa do Café em Santos - Dicas e Informaçoes - AcheiViagem.com.br

Bolsa do Café

1 Comentário(s)

Informaçoes › Bolsa do Café

A Bolsa do Café de Santos começou a ser construída em 1903, e foi instituída oficialmente em 1914 pelo decreto 1.416, mas com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, só foi instalada em 2 de maio de 1917 e foi criada com o intuito de abrigar a principal Bolsa de Café e Mercadorias do mundo. Santos era então a maior praça cafeeira do planeta.

O edifício é considerado um dos mais belos de Santos e foi resultado de um projeto francês inspirado no Renascimento italiano, que venceu o Salão de Arquitetura de Paris na 1ª década do século XX. A execução das obras começou em 1920 e a inauguração ocorreu em 7 de setembro de 1922 como parte das comemorações do Centenário da Independência.

A construção monumental é em estilo eclético, podendo ser notadas influências de vários estilos arquitetônicos com três fachadas independentes: uma na rua Frei Gaspar, torre voltada para a praça Azevedo Júnior e pórtico da entrada principal na rua XV de Novembro. A obra é marcada pela diversidade de origem do material de construção: cimento e ferros da Inglaterra, telhas e pisos da França, mármores da Itália, Espanha e Grécia e ladrilhos da Alemanha. O próprio interior do edifício também é luxuoso e requintado, com cristais belgas e bronzes franceses, tudo devidamente espalhado em cerca de 6000 metros de área construída, com mais de 200 portas e janelas.

A grandiosa sala dos pregões tem no teto o vitral "A visão de Anhanguera", desenhado pelo pintor Benedito Calixto. Três enormes painéis do mesmo pintor enfeitam a parede do fundo: o maior e central tem 153 figuras, representando a Elevação de Santos à Vila, de forma onírica, com a parte real nítida e o sonho do progresso no futuro, esfumado. Os painéis laterais, menores, mostram a concepção do artista sobre a paisagem de Santos em 1822 e 1922. Nos quatro cantos de cada obra, Calixto pintou brasões alusivos ao Brasil Colônia, Brasil Império e Brasil República, e nas molduras retratou a fauna nacional.

A Bolsa Oficial de Café e Mercadorias teve seu auge entre 1917 e 1929, sentindo bastante os efeitos da crise econômica mundial iniciada com a quebra da bolsa de Nova Iorque em 1929, que levou à queda gradual nas atividades da bolsa santista. Foi fechada por tempo indeterminado em 1937, e algum tempo depois foi reaberta mas a decadência no comércio do café continuou se acentuando. Com o encerramento dos pregões em fins da década de 1970, o edifício foi ocupado parcialmente por repartições estaduais, o seu estado de abandono impedia a ocupação plena.

No 1° andar do edifício, funcionou ainda por muitos anos desde o encerramento dos pregões até o fim da década de 1970 um requintado restaurante no qual eram comuns as reuniões periódicas de diversos clubes como o 21 Irmãos Amigos e o Rotary Club de Santos.

Em 22 de setembro de 1981, o edifício foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico, o CONDEPHAAT, garantindo oficialmente a sua preservação. Até o edifício ser desativado em 1986, funcionou para a divulgação da cotação do café no mercado internacional.

Comentários

Envie seu Comentário

Copyright © 2012 AcheiViagem.com.br - Todos os direitos reservados | Proibida reprodução ou utilização a qualquer conteúdo.